Compromisso com a vida e respeito à diversidade

Icone Folha

O Instituto Floravida é uma organização civil sem fins econômicos, de direito privado e caráter socioambiental, que
possui a missão de contribuir com a transformação socioambiental das comunidades inseridas em suas iniciativas,
promovendo a educação em defesa da vida.

A história do Instituto Floravida começou no ano de 2000…

quando os colaboradores do grupo Centroflora de Botucatu (SP) iniciaram ações de incentivo à reciclagem de resíduos sólidos e conservação da natureza. Destas ações surgiram os primeiros projetos: o Coleta Legal, que estimulava, por meio de premiações, a separação e entrega dos resíduos sólidos; o Escola vai à Mata, que desenvolvia trilhas de sensibilização na natureza; o Córrego Ferreirinha para recuperação da mata ciliar e o Centrofauna – centro de reabilitação de animais silvestres.

Icone Folha

Em 2001 as iniciativas aumentaram e
surgiram os projetos Replantando para a Vida e
Quintal Verde.

Em 2002, o Instituto ganhou uma sede na Unidade II do Grupo Centroflora em Botucatu, em meio a uma área verde muito bonita, um fragmento de transição de Cerrado e Mata Atlântica e assim se consolidou como organização socioambiental sem fins econômicos.

Em outubro de 2002 nascia oficialmente o Instituto Floravida, uma organização da sociedade civil, criada pelo grupo Centroflora com o objetivo de fomentar o desenvolvimento social e ambiental das comunidades locais onde a empresa atua.

Naquele mesmo ano de 2002 , começou o Programa Adolescer, com intenção de atender crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, através de oficinas socioeducativas, na zona norte do Município de Botucatu. Hoje, o Adolescer está com 18 anos e é reconhecido em Botucatu como uma importante iniciativa de atendimento à crianças e adolescentes, sendo responsável por um conjunto de atividades diárias que acolhe mais de 150 crianças por semana, com atividades educativas de contraturno escolar alinhadas às políticas governamentais de desenvolvimento socioeducativo e às orientações do Estatuto da Criança e do Adolescente.

18 anos
de vida

Ações dos 4 programas nos estados de São Paulo, Piauí e Bahia

22
profissionais

Gestão socioambiental, educação, biologia, veterinária, sociologia e
administração

Parceria nacional e
internacional

Apoiam as ações conforme as necessidades específicas dos projetos


Com 18 anos de vida, o Instituto Floravida hoje em dia, é responsável por ações nos estados de São Paulo, Piauí e Bahia e seus projetos estão organizados em 4 programas: Pró-Saúde , Adolescer , Centrofauna e Terraflora .

Para realização desses programas, o instituto conta com uma equipe de profissionais de 22 pessoas nas áreas de gestão socioambiental, educação, biologia, veterinária, sociologia e administração e possui parceiros Nacionais e Internacionais que apoiam as ações de diferentes formas, via assessoria técnica e pesquisa, doações (medicamentos, alimentos, materiais), recursos humanos, recursos financeiros e outros apoios, conforme as necessidades específicas dos projetos.

O Instituto Floravida com sua atuação nos municípios de Botucatu (SP) e Parnaíba (PI), recebeu as certificações de Utilidade Pública Nacional e CEBAS – Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social, concedidas pelo Ministério do Desenvolvimento Social.

Nossos programas desenvolvidos nos três estados, contemplam iniciativas de educação socioambiental, saúde, meio ambiente, conservação e desenvolvimento local.


Programas do Instituto Floravida

Icone Folha

Programa
Centrofauna

Conservação da biodiversidade através de ações do Centro de Triagem, Reabilitação (aves) e Soltura de animais silvestres.
CONHEÇA

Programa
Pró-Saúde

Trabalho com ações voltadas à promoção da saúde, saúde preventiva e inclusão social.
CONHEÇA

Programa
Terraflora

Parceria com o Grupo Centroflora para desenvolver projetos socioambientais ligados a agricultura familiar e à extrativista.
CONHEÇA

Programa
Adolescer

Recebe crianças em atividades de contraturno com objetivo de reduzir os riscos sociais em
suas comunidades.
CONHEÇA